(088) 9.8119 - 3202

Adicione O Nosso WhatsApp

Cadastre-se Abaixo e Receba Nossas Notícias em Seu Email

"

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Senado vai discutir sugestão popular que quer proibir corte de internet fixa ao fim da franquia

Posted by   on Pinterest

Uma ideia sugerida por internautas ao Senado fará com que a casa discuta a proibição do corte de internet em planos de banda larga fixa após o fim da franquia.
A proposta foi colocada no site do Senado no dia 13 de abril e ultrapassou 20 mil assinaturas em seis dias — o que a qualifica para ser analisada pelos senadores. O mecanismo que permitiu essa mobilização foi uma ferramenta do portal e-Cidadania.
Lá, usuários podem fazer proposições de assuntos a serem considerados pela casa. Após atingir um número de adesões virtuais (20 mil), ele é levado para análise na CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do Senado. Caso seja aprovada na comissão, a ideia vira projeto de lei e começa a tramitar como as ideias de outros políticos.
Sobre a possibilidade de haver corte no acesso após o fim da franquia, a solução sugerida pela proposta é:
Proibir, expressamente, o corte ou a diminuição da velocidade por consumo de dados nos serviços de internet de Banda Larga Fixa, tanto nos novos quanto nos antigos contratos. Fixar multa, em benefício do consumidor lesado, para o descumprimento da proibição.
Na semana passada, o corte de internet fixa após o fim da franquia voltou à tona, pois usuários passaram a se mobilizar pela causa. Foi criada até a página Movimento Internet Sem Limites, no Facebook, para tratar o assunto.
O que talvez tenha enfurecido alguns usuários é o fato de a Anatel (Agência Nacional das Telecomunicações) considerar este um movimento sem volta. Para amenizar os ânimos, aagência suspendeu a medida por 90 dias, e determinou que as teles devem informar os usuários e fornecer meios de medição de consumo. As empresas que não o fizerem estarão sujeitas à multa.
Uma coisa deve ficar clara: a Anatel não é contra a medida. Inclusive, João Rezende, presidente do órgão, disse que “a era da internet fixa ilimitada no Brasil acabou”.
Sobre o processo no Senado, além de ser analisado na CDH, o assunto também será alvo de discussões na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, segundo seu presidente, Lasier Martins (PDT-RS), que ficou bastante conhecido por um episódio lamentável que viralizou na internet em 2006.


Nenhum comentário:
Write comentários

Olá, 'Muito Obrigado por visitar o nosso Site. 'Deus te Abençoe ! - E Volte Sempre !
Cadastre-se