sexta-feira, 27 de maio de 2016

Em junho do ano passado um jovem matou nove pessoas em uma igreja frequentada por negros na Carolina do Sul
O jovem americano Dylann Roof, 22 anos, que matou nove pessoas em uma igreja na Carolina do Sul, Estados Unidos, pode ser condenado à morte.
É esse o pedido da promotoria federal que afirma que o ataque promovido pelo jovem é “o pior massacre racista da história” do país.
Em junho de 2015, Dylann invadiu a igreja Emanuel African Methodist Episcopal Church, localizada em Charleston, matando nove pessoas.
O jovem é branco e simpatizante de grupos racistas. Sobreviventes da igreja chegam a dizer que durante o ataque ele gritou insultos racistas aos presentes da igreja.
O criminoso tem fotos com a bandeira da Confederação sulista (1861-1865), um grupo escravagista dos Estados Unidos que hoje tem sua bandeira utilizada por grupos de ódio racial.
“De acordo com o rigoroso procedimento de revisão do departamento para levar em conta todos os assuntos factuais e legais, decidi que o departamento da Justiça pedirá a pena de morte”, afirmou a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch.
A decisão de condená-lo à morte se refere “a natureza do crime e ao dano que causou”, conforme palavras da procuradora-geral.
O julgamento acontecerá na Carolina do Sul, mas só em janeiro do ano que vem. Fora esse, o jovem também será julgado pelos tribunais federais, ainda sem data definida.
Fonte: Gospel Prime

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Rádio Paraíso Fm de Quixelô |Todos Os Direitos Reservados.