segunda-feira, 23 de maio de 2016

Estado Islâmico reivindicou ataques; mortos são quase todos civis, diz ONG.
Localidades de Tartus e Jableh são controladas pelo regime.

Foto da agência de notícias estatal síria SANA mostra carro em chamas após a explosão de uma das bombas na cidade de Tartus (Foto: Sana via AP)
Pelo menos 100 pessoas morreram e várias ficaram feridas nesta segunda-feira (23) nas explosões de sete carros-bomba em duas localidades litorâneas do oeste da Síria controladas pelo regime, afirma a organização Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).
O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelos ataques na agência de notícias do grupo, Amaq. "Ataques realizados por combatentes do Estado Islâmico atingiram grupos alauítas [comunidade religiosa à qual pertence o presidente Bashar al Asad) nas cidades de Tartus e Jableh na costa síria", diz o comunicado da agência ligada aos jihadistas.
"Ao menos 48 pessoas morreram em Tartus e 53 em Jableh, provavelmente quase todas civis, e muitos ficaram feridas nas explosões simultâneas de sete carros-bomba, cinco deles conduzidos por homens-bomba", afirmou o OSDH.
A ONG e a mídia estatal síria afirmam que uma das explosões atingiu um hospital.
Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Rádio Paraíso Fm de Quixelô |Todos Os Direitos Reservados.